2 de jan de 2012

PRIMEIRAS SEMANAS NO CANADA - PARTE 3

Bom, primeiramente, estamos de cara nova no blog, agora mais canadense do que nunca...rs Fizemos algumas atualizacoes, principalmente do Timeline do processo, que estava atrasadissimo, e colocamos links da comunidade brasileira de cristaos em Calgary, e da South Calgary Community Church, que tem nos dado suporte fundamental desde a nossa chegada, espiritual, emocional, e ate material, uma vez q fomos presenteados com uma bela cesta de Natal, com direito a peru e tudo mais e outras doacoes. Uma grande bencao tem sido esse povo na nossa vida, e queremos ser instrumentos de Deus aqui tb, ajudando no que estiver ao nosso alcance.


Com essa terceira parte do post "primeiras semana no Canada", quero encerrar a "saga" da chegada, e depois vamos colocando posts sobre assuntos especificos.


ALUGUEL DA CASA


No sabado seguinte da nossa chegada, com ajuda dos irmaos aqui em Calgary, ja haviamos agendado desde o Brasil uma visita com um "landlord" - como se chama locatario aqui - para vermos uma townhouse - modelo de casa uma em cima outra em baixo - que nos indicaram, e ja tinhamos gostado dela pelo site em que ela estava exposta - http://www.rentfaster.ca/. Ja sabiamos que eram brasileiros, mas pra nossa grata surpresa, os locatarios eram cearenses, nossos conterraneos - e foi aquela festa, um casal simpaticissimo, que nos mostrou a casa toda e Jean ja ficou logo encantado - pq era mesmo uma gracinha, num bairro otimo, todas as condicoes que nos ajudariam enfim - nao pensou duas vezes e fechou no dia seguinte e fomos aceitos por eles. Sobre isso uns detalhes interessantes: nao somos os locadores que escolhemos a casa, os "landlords" escolhem quem eles querem, baseado na ficha e proposta da pessoa. Muitos pedem um aluguel, dois ou mais, e querem um bom "historico de credito" pra alugar, o que nao tinhamos pq acabamos de chegar (geralmente isso se constroi em um ano em media). Mas pela graca de Deus fomos abencoados com essa oportunidade, e conseguimos nosso primeiro aluguel dessa forma e duas semanas depois que chegamos ja pudemos estar no nossa casinha. Outra coisa interessante, que ajuda demais, e que muitas casas ja vem equipadas com geladeira, fogao, microondas, exaustor, lava-louca, maquina de lavar e secar roupa (pode ser coletiva em predios), o que nos libera de uma despesa enorme com esses "appliances". Mas aluguel aqui nao e das coisas mais baratas, portanto, pesquisar e estar preparado financeiramente pra essa despesa incial (quando ainda se esta sem renda) e fundamental. Outras vantagens dessa townhouse: o aquecimento e no piso, e o condominio e q tira a neve da calcada (quando neva, tem-se 24 horas pra tirar a neve da sua calcada, sob pena de multa ou processo se alguem cair...), garagem e coberta e isolada, o que nao esfria tanto nem temos q tirar neve do carro...Entao, ficamos e estamos bem instalados, gracas ao nosso bom Deus.


COMPRA DO CARRO


O transporte publico aqui funciona muito bem (tem trem e onibus), mas pendendo de onde vc mora, vc pode vir a precisar de um carro. No nosso caso preferimos ir atras de um. Comecamos tentando pelo leasing de um carro novo (vc precisa dar uma entrada - down payment - e financiar o resto, sob a forma de "aluguel", o carro fica no nome da financeira, como no Brasil). Mas como nao tinhamos historico de credito, nem o Jean tinha uma "job offert", cartinha com sua proposta de trabalho, o banco considera um risco muito alto emprestar dinheiro pra um novo imigrante, e pede uma entrada alta e juros altos tb. Nao ficou interessante pra nos e passamos a considera comprar um carro usado a vista. Pra nossa bencao, uma pessoa da Igreja estava voltando pro Brasil, e estava vendendo o carro dela, uma Van 2005, em otimo estado, boa demais. Fomos ver e nem pensamos duas vezes, como tinha procedencia e estava num preco otimo, ficamos com essa e no outro dia o Jean ja foi ajeitar a documentacao no Registry - coisa rapida e muito mais simples que no Brasil - e ja voltou com a placa do carro - a placa e sua e nao do carro - e com o carro. Nos acostumamos com o tamanho da Van e com a direcao automatica e acho agora q carro de passeio e ate SUV pra nos fica pequeno...rs. Estamos satisfeitos com a nossa vanzinha - que o pessoal diz q e carro de imigrante pq e bem espacosa - e sem dividas, o que e importante pra esse comeco de vida.


COMPRAS DE FRIO


As roupas de frio fomos comprando aos poucos com nossos amigos. Era importante ter jaquetas e botas de frio e luvas pras nos, e jaquetas, calcas, botinhas e luvinhas pras criancas, pras temperaturas mais baixas. Tem opcoes pra todo preco e gosto. Pelo que pegamos de experiencia aqui, o importante e comprar coisas de boa qualidade, com material que seja adequado pro q vc precisa - as etiquetas dizem o material e quanto aguenta de frio - e ir se vestindo em camadas - layers - porque dentro dos ambientes e tudo aquecido e vc pode ir tirando as roupas mais quentes. Mas vale a pena ter um pouco de cada coisa, meias boas, luvas boas, protetores de ouvido, cachecois, gorros, calcas para aquecer as pernas, mas tudo depende que quao calorento vc seja, e isso vc vai vendo com o tempo. Vale a pena pesquisar, e dar uma olhada nos que as pessoas usam e como se vestem pra ter uma base. Algumas coisas que compramos no inicio, que acabaram nao sendo tao necessarias, e pudemos retornar e trocar por outras que agora achamos mais importantes. Isso e mais pra rua, pq dentro de casa e dos ambientes, e aquecido e da pra se vestir mais mais normalzinho, sem parecer um boneco de neve...mas boneco de neve arrumadinho hein...rs.


MUDANCA


A mudanca foi tranquilissima. Como disse, nao tivemos que transportar geladeira, fogao, guarda-roupa etc (ah, as casas geralmente tem closet, seja grande ou pequeno, lugar pro casacos, que ocupam bastante espaco e armarios na cozinha). O que fomos comprando, ja fomos levando pra casa. Aqui e tudo na base do faca vc mesmo. Principalmente se vc compra coisas na Ikea, a loja do imigrante...rs. Vais se divertir montando os moveis e alguns objetos. As coisas nao sao tao caras, mas e bom pesquisar, ver no Kijij, conversar pra saber se nao tem alguem se desfazendo de alguma coisa e pegar, ou comprar mais barato. Recebemos doacoes e emprestimos tambem, e compramos mais o basico pra deixar a casa com a cara de casa. Fomos montando as coisas, pondo no lugar e em dois dias ja tinhamos nossa casinha mais arrumadinha, e a vida ja voltando um pouco ao normal, da correria do comeco. Nosso piso e `hardwood` - laminado de madeira - nao e carpete como boa parte das casas, e fica mais facil pra quem vem do Brasil. A limpeza e na base do paninho, com um rodinho pra passar, produtos de limpeza, perfex, nada de jogar agua, sabao etc. Nem pia de servico tem. Um pouco estranho no comeco, mas a gente se acostuma. A praticidade da lavadora de roupa e da secadora sao fantasticos. Pra dona-de-casa, com 2 babies, uma mao na roda. E como os sapatos nao entram em casa, traz menos sujeira ainda...


Enfim, a vida vai entrando nos eixos, vamos nos acostumando com a rotina, no inverno os dias sao curtos, escurece 17h e clareia so às 9h da manha...Ainda estamos nos acostumando com isso e com o fato de que demoramos mais ainda pra sair, pq temos q vestir mais roupas, esperar o carro aquecer um pouco calcar as botas etc. E o povo canadense e pontual. As coisas fecham mais cedo um pouco que no Brasil, pq sai-se geralmente do trabalho aqui às 17h, janta-se em casa, curte um pouquinhio, e cama cedo...rs. Nos aqui madrugueiros ainda estamos penando pra entrar nesse ritmo. Mas como disse, temos tido um apoio fantastico dos irmaos da igreja pra nossa adptacao aqui, que nos dao dicas, nos ajudam com as criancas - ja pegamos ate a virose local - ja conseguimos uma medica de familia, Jean conseguiu um trabalho, so estou adiantando, mas isso tudo vai virar post ainda...rs. Aos poucos vamos passando da nossa experiencia aqui, que nao e tudo rosas, nem e uma experiencia pra todos eu acho, tem q ter inspiracao, mas 99% e transpiracao, e tudo depende do plano de Deus pra cada um.


Mas, ate qui nos ajudou o Senhor, e somos muitissimo gratos pelo Seu cuidado conosco.

Bjos e ate mais.
Tissy e Jean